XV Symposium Internacional de História de la Masoneria Española
La Masonería. Mito e Historia en el III Centenario de la Fundación de la Masonería Moderna
Lisboa, 11 a 13 de Outubro

A Maçonaria é uma das instituições mais marcantes da história dos últimos três séculos. É fundamental para compreender dinâmicas sociais, políticas e ideológicas que transformaram as sociedades ocidentais desde o Século das Luzes, assim como a sucessão de regimes e atransformação de valores que conduziram à assunção das sociedades liberais precursoras dos regimes democráticos em que hoje vivemos.

Para estudar e compreender o papel e legado desta Instituição realiza-se o XV Symposium Internacional de História de la MasoneriaEspañola, nos dias 11, 12 e 13 de outubro do corrente ano, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Estas reuniões científicas ocorrem detrês em três anos, tendo sido inauguradas em 1983, por iniciativa do Centro de Estudios Históricos de la Masonería Española (CEHME), fundadonaquele ano, na Universidade de Saragoça, graças às diligências do professor José António Ferrer Benimeli. Todos os encontros tiveram lugar emcidades espanholas com exceção do XIII (2012), em Gibraltar, e agora o XV, que será brevemente em Lisboa. O CEHME é constituído por professores e investigadores na sua maioria não maçons, que procuram estudar a Maçonaria nas suas múltiplas vertentes, tendo participado nestes eventos científicos estudiosos de países como Espanha, Itália, Portugal, França, Bélgica, Áustria, Reino Unido, Israel, México, Cuba, Haiti,Costa Rica, Uruguai, Argentina, Brasil, Estados Unidos, entre outros.

Assinalando o III Centenário da aprovação da fundação da Grande Loja de Inglaterra e de Westminster, o CEHME, em parceria com a CIDH/CLEPUL e o Centro de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa promovem, pela primeira vez em Portugal, uma edição do Symposium Internacional de História de la Masoneria Española, convidando especialistas e investigadores interessados para participarem como proponentes de comunicações e como ouvintes nesta reunião científica.

Programa disponível aqui.