Realiza-se, no dia 25 de setembro, às 18 horas, a Sessão XXII do Seminário Permanente de Estudos Globais. Trata-se de uma iniciativa com periodicidade mensal organizada pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda e pela Universidade Aberta, através da Cátedra Infante Dom Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização (CIDH), e que, na sua vigésima segunda sessão, contará com a intervenção do Doutor António Araújo (historiador, jurista e conselheiro do Presidente da República), que apresentará a conferência «O passado é um lugar estranho: dever de memória, imperativo de esquecimento».

A sessão, de entrada livre, decorrerá na Biblioteca da Imprensa Nacional-Casa da Moeda (Rua da Escola Politécnica, 135, 1250-100 Lisboa).

Mais informamos que a inscrição e presença nas sessões do Seminário Permanente de Estudos Globais dão direito a certificado de participação. Para o efeito, a inscrição deverá ser formalizada através do e-mail seminario.permanente@cidh-global.org, com a indicação do nome completo.

A sessão será transmitida em streaming através do site da CIDH (http://cidh-global.org/category/canais/ ).

António Araújo nasceu em Lisboa, em 1966. É licenciado e mestre em Direito (Ciências Jurídico-Políticas) pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, e doutor em História Contemporânea pela Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa. Autor de diversos livros e artigos sobre Direito Constitucional, História Política e Ciência Política. Assessor do Tribunal Constitucional, desempenha ctualmente funções como Consultor para os Assuntos Políticos da Casa Civil do Presidente da República. Administrador executivo da Fundação Francisco Manuel dos Santos, é vogal da direção do Centro Português de Fundações. Colabora regularmente com os jornais Público e Diário de Notícias e é editor do blogue Malomil.