Novos estudos & Novos olhares sobre a cidade: Lisboa do Terramoto à Revolução de Abril  | 5.ª Conferência 
A acção cultural e mecenática de Fausto Queirós Guedes | Raquel Fernandes David
Museu de Lisboa - Palácio Pimenta | 30 de Maio, 18H00

Raquel Fernandes David (ARTIS-FLUL)
A Acção Cultural e Mecenática de Fausto de Queirós Guedes (1837-1898)


Fausto de Queirós Guedes (1837-1899), 2º Visconde de Valmor revelou-se como um importante mecenas, colecionador, filantropo e como uma personalidade de destaque nacional.
O seu gosto pelo colecionismo destaca-se pela singularidade da sua colecção apesar de não se puder tipificar categorialmente e de forma temática devido à dispersão da sua coleção pessoal posterior quando decidiu intencionalmente doar para fazer parte dos circuitos museológicos com o objetivo notório da construção de um museu coletivo.
Esta atitude filantrópica revelou-se ímpar em Portugal mas com evidente influência francesa devido à sua morosa estadia em Paris, onde inclusive se encontrava a morar na altura do seu falecimento.
Esta sua faceta filantrópica de doar todo o seu património à comunidade como se de um museu coletivo se tratasse, a par da doação de uma quantia para os museus adquirirem obras de arte com qualidade para aumentarem os seus acervos artísticos, fez com que Fausto de Queiroz Guedes tivesse um papel importante na Museologia, numa altura, final do Séc. XIX - início do XX, em que esta ciência tinha apenas iniciado os seus primeiros passos em Portugal.

Bio-nota:


Raquel Fernandes David prepara actualmente o Pós-Doutoramento, orientado pelo Prof. Dr. João Brigola: “Criação de um modelo-piloto de Turismo sustentável Criativo para aplicação em Évora”, integrado no tema do Projecto CREATOUR do CIDEHEUS da Universidade de Évora no âmbito do Turismo Criativo, financiado pelo Programa de Actividades Conjuntas (PAC) do Portugal 2020.
Entre 2010 e 2016 realizou o Doutoramento em Arte, Património e Restauro ministrado pelo Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa cujo tema da tese é O Prémio Valmor de Arquitetura (1902 – 1943) e a ação cultural e mecenática de Fausto de Queirós Guedes, 2.º Visconde de Valmor, (1837 – 1898) orientada pelo Prof. Dr. Fernando Grilo.
Em 2008 finalizou o Mestrado em Arte, Património e Restauro (edição de 2004), ministrado pelo Instituto de História da Arte do Departamento de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa cujo tema da tese é “A Casa de Santa Maria – Especificidades de um Património Arquitetónico e Artístico”, orientada pelo Prof. Dr. Fernando Grilo.